terça-feira, 13 de outubro de 2015

Carta Aberta em Defesa do Conselho dos Direitos do Negro do DF e das Políticas de Promoção de Igualdade Racial

Nós, conselheiras e conselheiros representantes da sociedade civil no Conselho dos Direitos do Negro do DF – CDDN, vimos solicitar ao governador - e alertar a sociedade da necessidade – a manutenção da estrutura das políticas de promoção de igualdade racial no mandado do Governador Rollemberg.

Quando assumiu, o Governador Rollemberg reduziu a estrutura da antiga SEPIR-DF e aglutinou as secretarias de Mulheres, Direitos Humanos e Igualdade Racial. Agora, em mais uma reforma administrativa, a estrutura dessa Secretaria está ameaçada pela conjuntura.
Sr. Governador, se comprometer com uma temática é efetivamente envidar esforços para que haja um mínimo de estrutura de trabalho. Senão tal compromisso é meramente retórico sem nenhum efeito prático.

O DF realizou em 2013 sua Conferencia de Igualdade Racial com ampla participação dos movimentos negros, culturais, de matriz africana, hip hop, dentre diversos outros. A população tem dado a sua contribuição. O governo tem que fazer a sua parte e além de manter seus compromissos, honrar com os compromissos nacionais e internacionais em busca de uma sociedade mais justa e mais igual.
Manter a promoção da igualdade racial na estrutura administrativa com recursos humanos e financeiros é condição essencial para a correção das graves distorções entre pessoas negras e não negras no DF que encontra na sua realidade cotidiana inúmeras denúncias de racismo, genocídio da juventude negra, dificuldade de acesso à saúde para população negra, educação não condizente com a LDB no que se refere à história africana e afro-brasileira, desemprego estrutura da juventude negra, dentre tantas outras mazelas.

A sociedade civil está alerta e vigilante!

Chega de perdas para as pessoas negras do DF!

Pela manutenção e ampliação das políticas de igualdade racial!

Assinamos,

- Conselheiras e conselheiros representantes do movimento negro no Conselho de Defesa dos Direitos dos Negros do DF – CDDN/DF
-  Centro de Referência do Negro (CERNEGRO/DF)
-           Afroatitude - UnB
-           Aquilombando DFE
-     Caligrafia Mardita Crew (Ceilândia-DF)
- Coletivo de Entidades Negras (CEN/DF)
-        Coletivo Pretas Candangas
-        DF em Movimento
-        GEAC - UnB
-        Ktia Costumizações (Ceilândia-DF)
-        MADEB Afrodescendente (Gama-DF)
-        Parada Rock (Ceilândia-DF)
- Projeto Cultural Moverments (Ceilândia-DF)
-    Seven Design (Ceilândia-DF)

CDDN e entidades do Movimento Negro participam do processo de escolha do Ouvidor Externo da Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF)

CDDN e entidades do Movimento Negro participam do processo de escolha do Ouvidor Externo da Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF) ...